Cuidados com a pelagem
Cuidados com as unhas
Cuidados com os dentes
Cuidados com os Ouvidos
Cuidados com os Olhos
Dando banho
Dicas de Alimentação
Receitas Deliciosas
Vacina contra leptospirose
Como escolher Antipulgas
treinamento Basico
Cães comem grama
Como levar Cães Viagens
Direito dos Animais
Cães com sarna
Tratar Gato Envenenado
Casa Segura para Gatos
Adotando Cãozinho Canil
Chocolate Veneno p Cães
Sinais de Doenças Cães
tabela de Idade dos Cães
Dez coisas que seu cão...
Dicas de Nomes
Dicas Caseira para acabar com pulgas e Carrapatos
Adote um animalzinho
Como dar Remédio Liquido para seu Pet

Nossos outros cantinhos

 
 
 
 
 

 

Como cuidar das patinhas e Unhas

 


Não negligencie a rotina de cuidados com os pés dos cães, ele é suscetível a picadas ou machucados causados por vidros ou por outros objetos afiados, bem como arranhões e esfolamentos causados por calçadas de cimento e cascalho. Examine os pés de seu cão de tempos em tempos para ter certeza de que ele não pegou nenhum grude de rabo-de-raposa (tipo de capim) ou videira. Se carrapichos ficarem grudados na pata, remova-os com tesouras. Limpe os pequenos cortes e passe pomada ou creme antibiótico. Busque tratamento veterinário para cortes mais sérios.

Pequenos cortes ou doenças de pele podem causar infecção nas glândulas sudoríparas entre os dedos os pés, um problema comum em bull terriers, dobermans e pequineses. Mergulhar os pés sofridos em um escalda-pés com água morna e sal aliviará a dor. Uma infecção mais grave ou persistente precisa de cuidados veterinários, antibióticos ou outro tratamento reforçado.

Se o seu cão pisar em algo grudento, amacie colocando margarina, manteiga de amendoim ou banha nos pés. Então, tire o objeto aos poucos. Coloque gelo no chiclete para fazê-lo ficar frágil e fácil de remover. Você também pode tentar mergulhar o pé em uma mistura de água morna com sal e azeite ou óleo mineral.

Para cães que vivem em regiões com gelo e neve no inverno, o sal das estradas e os produtos para derreter gelo podem irritar as almofadas dos pés. Lavar e secar os pés da Muffy antes de sair reduz essa situação dolorosa e previne que ela engula sal quando lamber os pés doendo. As botinhas são uma outra opção, apesar de alguns donos acharem-nas humilhantes. Os cães que gastam muito tempo no gelo e na neve também podem formar bolinhas de gelo entre os dedos dos pés. Isso pode ser prevenido usando um spray de silicone antes de o cão pôr a cabeça para fora de casa.

Cortar as unhas de um cão exige prática e perseverança. Manter as unhas de seu cãozinho propriamente cortadas significa menos estragos no seu carpete e pisos, além de uma menor chance de dor por causa de unhas agarradas, quebradas ou encravadas. Quanto mais cedo você começar a acostumar seu cão a ter as unhas cortadas, mais fácil será ao longo da vida, especialmente se seu cão ainda é um filhote. Use cortadores de unha especialmente feitos para cães. Para melhores resultados, espere que ele esteja relaxado ou adormecido. Corte onde as unhas curvam, do outro lado da área sensível e rosada conhecida como sabugo. É fácil evitar esse lugar se as unhas de seu cão são claras, mas unhas escuras necessitam de mais precisão. Se você cortar muito a unha e atingir o sabugo, use um bastão ou pó adstringente para fazer parar o sangramento. Mergulhar a unha no amido de milho também ajuda a estancar, ou então, mantenha uma barra de sabão próxima quando você estiver cortando as unhas de seu cão. Se você atingir o sabugo, apenas esfregue a unha pela barra de sabão para parar de sangrar. Corte as unhas de seu cão a cada duas semanas ou quando necessário. Elas precisam ser cortadas se tocam o chão quando o cão está parado em uma superfície rígida ou se fazem barulho de cliques quando ele anda.

"GRITE POR AQUELES QUE NÃO PODEM FALAR...
DEFENDA OS ANIMAIS"